terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

COSMOS...CAOS....


A idéia de procurar um padrão nas coisas é comum para um engenheiro (meu marido) e para uma capricorniana (eu). Tentamos de alguma forma entender como as coisas acontecem...se elas possuem algum padrão, como elas se repetem....Essa é uma tentativa bem humana de encontrar alguma segurança....se sabemos como acontecem, podemos estar mais preparados...essa é uma (não a única) forma de lógica!

Bom...o efeito desagradável da quimio passou. Judson acordou disposto, com fome e com a cara ótima, sem náuseas....realmente muito bem. Saimos para caminhar na praia, que fica em frente da nossa casa, bebemos água de côco....almoçamos um peixe delicioso em um restaurante que adoramos....e começamos a tentar entender o que se passou e imaginar um padrão.

Imaginamos que a cada quimio...sofreremos uns três dias de náuseas e mal estar e depois... a vida volta!.... sendo assim, já iniciaríamos a contagem regressiva de sessões de quimio.... nos prepararíamos física e emocionalmente para isso. Mas,...parece que as coisas não acontecem exatamente assim. Conversando com algumas pessoas que já passaram por isso, elas dizem que a reação às sessões de quimio podem ser diferentes, muitos fatores influenciam essas reações, e pra mim isso parece óbvio, tudo nessa doença e nesse tratamento é multifatorial...nada é simples...não existe padrão....aliás, câncer é exatamente isso! Células que crescem fora do padrão!!

Bom...não sei, só sei que teremos uns dias de "normalidade" até a próxima quarta. Exatamente uma semana, em que tudo indica que os enjôos não existirão, e até lá, poderemos refletir sobre essa crença de que há alguma "segurança na ordem". A segurança talvêz esteja em saber da nossa capacidade de reestabelecer algum tipo de ordem mesmo no caos, em saber e sentir que a ordem sempre se reestabelece...., mas que ela de fato nunca se perde em algum lugar em nós. Tenho essa fé. Tenho essa sensação de que por mais difícil que seja o momento, posso acessar um lugar tranquilo dentro de mim, e basta que eu busque, que o encontrarei.

No ano passado, na época do 1º câncer, fiz uma tatuagem de um "dorje". Tenho a mania de marcar momentos da minha vida com tatuagens, e achei que esse símbolo do Budismo Tibetano que fala sobre o estado da mente dos Budas, seria uma lembrança de que isso é possível, de que por mais caótico que as coisas aparentem e se mostrem, sempre vai existir um cosmo... algo que pode estar tranquilo como um lago sereno...

A Mente inquebrantável e inabalável dos Budas é algo que ainda está muito, mas muito distante de ser alcançado por mim, mas a certeza de que isso é possível, isso eu já alcancei. Sei que não precisamos nos identificar com o caos e com a desordem e que de fato...tudo é uma grande ordem, e se não é assim que enxergamos naquele momento é porque não estamos distanciados e tranquilos o bastante para perceber.

Namastê

Ludmila Rohr
P.S. Foto da minha tatuagem da imagem de um dorje.

6 comentários:

  1. Ludmila, não nos conhecemos embora eu tenha notícias suas e do seu marido por Larissa, de quem sou amiga. Não sei se vc chegou a saber, mas tenho um irmão que passou por um tratamento muito difícil de um Linfoma de Hodgkin, inicialmente com os melhores prognósticos. Como o câncer é danado (sem padrão) a coisa complicou, mas estou escrevendo pra te dizer que passado 1 ano (literalmente falando) de tratamento ele já está há 1 ano e 4 meses bem. Ele foi um leão e a gente - diante da força dele - também "teve" de ser, mas ele não cansa de dizer que sem o apoio não teria sido possível. Força para você. Estou na torcida para a cura de Judson. Um abraço bem afetuoso, Irena

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Sua tatuagem é um dorje cruzado, dois dorjes com uma ponta virada para frente. É o símbolo do Buda Amogasiddhi. E ficou linda! Significa equilíbrio, imutabilidade, poder onipresente do Buda Amogasiddhi, de cor verde/ar. É a cor da cura. É um símbolo muito forte, auspicioso e que a força dele seja a de vocês nessa doença louca que, se eu tivesse, não sei se lutaria...

    Nada sei dela. Sou budista e vivo na Impermanência por ter perdido 2 irmãos, 2 primos e uma tia de aneurismas súbitos, sem esperar, sem tempo para me preparar. Não pretendo ser mórbida, mas vocês estão tendo este tempo, pois, um dia, de uma forma ou de outra, todos iremos embora.
    Tashi delek! (Boa fortuna em tib.)

    "Amoghasidhi
    Ao Norte está o verde Amoghasidhi, Aquele que é hábil em realizar todos os trabalhos com perfeição.
    O nome Amoghasiddhi significa: "O Conquistador todo Poderoso" ou "Ele que sem erros consegue seu objetivo". A sabedoria Completamente Realizada de Amoghasiddhi, ou a sabedoria da ação aperfeiçoada, é o antídoto para os venenos da inveja e do ciúme. Esta sabedoria confere perseverança, julgamento infalível e ação perfeita. Amoghasiddhi - ar/verde, representa a realização prática das sabedorias dos outros Dhyani Buddhas (Amitabha - fogo/vermelho, Ratnasambawa - terra/amarela, Vairocchana - espaço/branco, Akshobya, água/azul). É descrito como o Dhyani Buddha da realização do caminho do Bodhisattva. Um Bodhisattva é aquele que renunciou à bem-aventurança do nirvana com o voto de primeiro liberar a todos os seres. Amoghasiddhi é o Dhyani Buddha da direção norte. Sua cor é verde, significando o sol na meia-noite. Governa sobre o elemento ar e corporifica o skandha (sentido) da volição, chamado também o skandha do fenômeno mental ou tendências da mente (sentido mental). Seu símbolo é o vishvavajra, ou vajra duplo. Que é feito de dois vajras cruzados e simboliza a compreensão a mais elevada da verdade e o poder espiritual de um Buddha. O trono de Amoghasiddhi é sustentado por garudas. Uma garuda, é uma figura mítica, metade humano e metade passaro. O garuda simboliza o "Homem na transição para uma dimensão nova da consciência... a transição do ser humano ao estado suprahumano, que toma lugar na escuridão misteriosa da noite, invisível aos olhos." O mudra de Amoghasiddhi, formado aqui por sua mão direita, é o abhaya mudra. É o gesto do destemido e da proteção. O bija (sílaba-raiz) de Amoghasiddhi é AH e seu mantra é OM AMOGHASIDDHI AH."
    http://caminhodomeio.wordpress.com/2008/11/03/dhyani-budas-budas-meditativos/

    http://caminhodomeio.wordpress.com/2008/11/03/dhyani-budas-budas-meditativos/

    ResponderExcluir
  4. Irena, Soube de vcs por Larissa, meu cunhado teve esse linfoma....e tb lutou bastante e conseguiu vencer...aliás, meu sogro tb teve outro câncer brabo e tb venceu...estamos em paz....fazendo tudo que for possível e vibrando muita energia de cura em todas as direções, pois nos sentimos (como nunca antes haviamos sentido)fazendo parte de uma rede imensa de cura e energia...
    E como peme londro explicou bem sobre o símbolo da mminha tatuagem...tem algo em nós que é imutavel e estável, precisamos acessar isso...esse lugar de tranquilidade e a partir daí levar a vida...pra onde ela for....bjos...boa sorte pra vcs.. Aliás, quero dizer que fiquei muito feliz com os comentários desse post!!
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela tattoo.

    Aguardamos a sua participação e sua foto minhatattoo.blogspot.com

    Seja bem vinda.

    ResponderExcluir
  6. Também sou Capricórnio, em relacionamento e vivendo em Hollywood, Los Angeles. Meus pais vivem em Salvador-BA.
    Há pouco tempo atráz recebi um e-mail que falava das propriedades curativas na graviola contra o câncer, fruta abundante em nossa região nordeste. Também recentemente um cientista Italiano, tem feito descobertas surpreendentes com seu tratamento a base de bicarbonato de sódio na cura do câncer. É dito que a eficácia de ambos é 1000x superior e praticamente sem efeitos colaterais e sem os altos "custos" hospitalares. Recentemente também assisti no Netflix o documentário "Food Matters" do diretor James Colquhoun, muuuito educativo. É importante ressaltar que não é interessante monetáriamente falando, para as companhias farmacêuticas, em divulgar, aprovar, ou comercializar tais tratamentos, livres na natureza. Beijos no coração. Namastê!

    ResponderExcluir

Sempre leio todos os comentários e gosto muito de recebê-los!