sábado, 20 de fevereiro de 2010

RESPEITO É BOM E É CURADOR!


Sou uma pessoa pragmática!
As coisas, pra mim, precisam funcionar. Eu acredito no que funciona!
Já testei a funcionabilidade de muitas coisas subjetivas e sobre as quais as pessoas fazem referencia com não sendo pertencentes à vida prática, por exemplo:
Já testei a funcionabilidade de uma expressão genuína de amor em momento de raiva. Funciona!
Já testei a tolerância e a não-violência, elas funcionam!! É comum desarmarmos discursos violentos com a prática da não-violência.

O Mahatma Gandhi escreveu sua autobiografia que se chama: "Minha vida e minhas experiências com a Verdade!"..ele era um pragmático, e testou a funcionabilidade da VERDADE (Satyagraha) e da NÃO-VIOLÊNCIA (Ahimsa)..ele testou de forma intensa e desenvolveu a certeza interna (convicção) de que elas funcionam!

Não sou uma pessoa crente de graça! Preciso acreditar que as coisas funcionam para de fato acreditar. Sou assim. Se elas funcionam, eu acredito como ninguém. Talvez não pratique tanto, mas acredito. Assim é a minha FÉ! Assim é a minha religiosidade.

Hoje eu estava me preparando pra escrever pra voces e contar como foi meu primeiro trabalho aqui nos EUA, meu primeiro Grupo de Mulheres, mas algo aconteceu no Brasil que me deixou muito louca de raiva! Meu lindo e muito querido amigo Gustavo, que luta contra uma segunda recidiva de um câncer, lá na Paraíba, teve sua cirurgia adiada mais uma vez.

Eles souberam na véspera da cirurgia, que ela não iria acontecer. Qualquer um que já teve alguém próximo vivendo uma situação como essa pode entender sobre o que eu estou falando. Quem nunca viveu algo assim, pode ser empático nesse momento e se dar conta da quantidade de emoções que são envolvidas numa luta como essa. Voces podem imaginar o que ele vive, ou o que sua mãe, que é uma guerreira, vive!

Tiramos forças do fundo na nossa alma, pra lutar contra o câncer. Eu sei disso. Tentamos manter as esperanças em alto nível, porque ainda nos dizem que isso é importante para a cura acontecer! Mas...quando algo assim acontece, o que fazemos com os nossos pensamentos de raiva, indignação e revolta? Ainda dizem: que esses sentimentos fazem mal (e é verdade), mas o desrespeito e o descaso fazem mais mal ainda.

Abro o jornal (virtual) do Brasil hoje, e ainda existem notícias sobre carnaval...Ivete, escolas de Samba..mulheres nuas e BBB!!! É inacreditável, mas nesse momento, a cirurgia de um rapaz extremamente inteligente, de 23 anos e que cursa o Mestrado em computação...e que foi adiada por um sistema que se acostumou a desrespeitar a vida humana...não tem a menor importância! O que importa é o saldo do carnaval e o BBB!

Muitos rapazes, moças, crianças, pais e mães morrem nesse país que se acostumou a desrespeitar e a ser desrespeitado! Essa minha postagem nesse blog, provavelmente não terá repercussão alguma...ninguém vai comentá-lo...ninguém vai saber do Gu...

Algumas pessoas disseram para a mãe dele pra ela se conformar, pois Deus quis assim e que a cirurgia vai acontecer em outro dia, ou quando Deus quiser. Não quero questionar a Fé de ninguém, mas preciso dizer que ESSE NÃO É O MEU DEUS. O meu Deus é sinônimo de justiça e respeito. O meu Deus me diz que devo lutar por Justiça e respeito e nunca aceitar injustiça e desrespeito!

... preciso dizer que RESPEITO funciona, é bom e funciona! Respeito cura! Respeito não deixa as pessoas sofrendo sem necessidade..respeito é bom e todo mundo devia gostar e exigir! Estou aprendendo um pouco sobre respeito morando aqui nos EUA. Esse é um país com defeitos como qualquer outro, mas é um país onde as pessoas não aceitam cordeiramente serem desrespeitadas. Gosto disso.

Gu...amo voce! Voce mora no meu coração! e penso em voce todos os dias! e ...agora quando escrevo isso...estou chorando...por não poder fazer por voce, nada além de escrever sobre esse descaso!


Ludmila
P.S. Se voce se sentiu tocado por essa postagem, recomende pra alguém! Passe adiante, a idéia de que não devemos aceitar o desrespeito!

42 comentários:

  1. Concordo, Lu!

    Precisamos exigir que nossos direitos sejam respeitados, que sejam preservados. E é por isso que também não me calo nessas horas, que insisto nos prazos de liberação do convênio, que insisto com as pessoas para se informarem ao máximo de seus tratamentos. Temos leis que nos dão respaldo, mas infelizmente, é preciso passarmos por situações vexatórias para que as providências sejam tomadas, antes do estrago feito, pouco se consegue, quando deveria ser o oposto. Mas... precisamos parar de reclamar entre nós e nos organizarmos, como poucos grupos fazem, e foram justamente esses poucos grupos que conquistaram os direitos que temos hoje.

    O Gustavo e sua mãe são muito queridos por todos que os conhecem, com certeza esse carinho chega até eles e os alimenta positivamente. Quem dera apenas o amor fosse capaz de nos curar dessas doenças, aí seria tudo muito mais fácil e desburocratizado. Enquanto somos simplesmente humanos, precisamos do mundo material e de todo o saber e pesquisas incessantes da medicina para nos tratarmos, para sermos curados e vivermos bem.

    Grande beijo,

    Carin

    ResponderExcluir
  2. Lu
    Eu sou uma admiradora das raízes americanas.Os fundadores do Estado Americano eram pessoas iluminadas e esclarecidas, por isso os EUA é como é: Uma nação que respeita a primeira emenda de sua constituição:(http://pt.wikipedia.org/wiki/Primeira_emenda_da_constitui%C3%A7%C3%A3o_dos_Estados_Unidos_da_Am%C3%A9rica)

    Dos 55 signatarios da constituição amerciana, 13 era declaradamente maçons, quem ja estudou maçonaria sabe o q isso significa.. quem não sabe que vá pesquisar.
    Por isso é uma nação que sabe profundamente o valor do respeito. É uma discussão longa, claro, mas admiro demais como o cidadão pe respeitado ai. Um show de democracia.

    ResponderExcluir
  3. Lu, assim como vc... eu sou louka, literalmente louka pelo Gu... Meu Rei... Concordo com toda sua indignação, também fiquei triste quando soube que a cirurgia tinha sido adiada... O Gu, assim como milhares de pessoas, assim como o meu Saimon, são guerreiros e merecem respeito...
    Gu... estou aqui... sempre... torcendo por vc... e acreditando na sua força... te amo...

    ResponderExcluir
  4. Post PERFEITO! Concordo em tudo.
    Infelizmente, esse é o mundo...

    ResponderExcluir
  5. Na vida vamos encontrar situações parecidas com esta do Gu, onde a injustiça e o desrespeito ficam escancarados. E vamos encontrar o contrário também. Já tivemos casos parecidos na família, onde a abnegação e dedicação de profissionais da saúde pública foram excepcionais. Em ambos os casos temos que botar a "boca no trombone". Tanto para denunciar os descasos, como para elogiar as boas atitudes. Parabéns Ludmila por bocar a "boca no trombone". Que a familia e amigos do Gu façam o mesmo. Jornal, televisão, blogs, etc... Dêem nome aos bois. Não tenham medo. Descubram os responsáveis e denunciem. Não se calem. Façam outdoors se necessário. Não se rendam. Não aceitem o descaso.

    ResponderExcluir
  6. Ludmila,
    Realmente vergonhoso o que aconteceu com o seu amigo no Brasil, mas ese tipo de comportamento aqui também na 'Capital do Mundo'existem casos similares quando no mes passado, por pouco não recebi uma radiação sem autorização do meu oncologista, mas esse é outro caso. A humanidade passa por uma grande crise de sentido, na verdade ninguém se importa com o próximo como deveria salvo exista algum interesse imediato, as exceções são muitas e generalizar seria fatal. Acho a sua atitude muito boa e a parabenizo. Espero que esse protesto faça com que pelo menos a atitude dessas pessoas seja repensada. Esta semana li um conto escrito no final do sec XIX que nos nostra que atitudes assim vêem de longe (A tristeza, de Anton Checov).
    Saiba que a sua luta é a minha também.
    Christiane Freire Gari, Houston, TX

    ResponderExcluir
  7. onde assino?


    Mandei a postagem para 2 jornais escritos que parecem mais importantes em Fortaleza e uns 3 virtuais!

    Como sempre, incrivel a postagem!

    beijos

    ResponderExcluir
  8. Qdo os comentários forem de não seguidores, por favor assinem no próprio comentário!

    Vamos Botar a boca no Trombone!!!!

    ResponderExcluir
  9. Descaso com o ser humano!! Isso é um absurdo mesmo, eu tô indignada faz tempo, com tudo que vem acontecendo com o nosso amigo Gu e várias pessoas que precisam de ajuda quanto a saúde. É revoltante! Gu,estamos contigo amadinho! Vamos botar a boca no trombone!! Contem comigo Gu e Walesca! Bjos.

    ResponderExcluir
  10. Lud, seu texto fala de ser pargmática, se me conhece sabe que até na terapia eu tentava ser pragmática, tentando avançar, pondo em prática de qualquer jeito o que entendia das minhas deficiências para ser melhor , dizia que não tinha tempo para esperar as coisas acontecerem por milagre. Depois disto vc. fala do seu amigo Gustavo e da prorogação da cirurgia, concordo que temos um sistema de saúde deficiente para a quantidade de pessoas carentes, mas comparando com os carentes dos EUA, acho que ainda estamos melhor, vc. já precisou do sistema público dai? espero que nunca precise, veja o filme documento do Michael Moore, "SICKO SOS", procure e poderá entender melhor. Quanto situação do Gustavo eu também fico revoltada principalmente porque existem determinadas patologias que não esperam, é uma situação de risco e deveria ter prioridade, gostaria que todos os países tivesse um sistema de saúde igual ao cubano, igual para todos e de excelente qualidade, mas infelizmente só dar certo num país socialista onde os profissionais de saúde têm salários estabelecidos e não podem especular como aqui no Brasil. Estamos seguindo o modelo americano, quem tem dinheiro paga as empresas médicas e tem alguma garantia de atendimento, entretanto, por falta de um sistema sério do governo em investir em saúde, dar as empresas privadas total liberdade para cobrar os olhos da cara e atualmente fazem mil restrições a vários procedimentos médicos, eu por exemplo pago a Golden Cross R$1.350,00 por mês para mim e minha mãe, isto consome uma boa parte do meu salário e pensar que ainda pago compulsoriamente para manter este sistema caótico " SUS" que temos. Vc. tem razão quando diz que o povo ainda não aprendeu a se organizar, estamos bem melhor que no passado, já existem muitas associações de bairros que reinvidicam, mas os movimentos sociais só é levado a sério quando a classe média parcicipa e a nossa classe média e rica são ignorantes o suficiente para achar que ir às ruas reivindicar "é coisa de pobre", já fui muito às ruas desde novinha, sempre tive consciência social e sentia nas ruas o olhar das madames....falta neste meu povo identidade, orgulho de ser brasileiro, garra, coragem, estamos sempre esperando que os outros façam, desculpe o exagero do desabafo, nunca quero perder a idgnação e ver passivamente acontecer estes descasos, estou com vc. e Gustavo, se quiser pode contar comigo. Eu quando estou muito revoltada eu escrevo via e-mail para o Ministério da Saude dando nome do Hospital, médico o que for preciso...e espero ver o resultado, sempre deu certo, vamos experimentar? Nub

    ResponderExcluir
  11. Vamos ficar bem indignados mesmo, entretanto em momento nenhum quis comparar sistema de saúde um país, com o do outro. Evito comparações entre paises..todos tem lá seus defeitos. Falei sobre respeito! Sinto-me muito mais respeitada aqui.

    Adoro reações..e vamos colocar a boca no trombone!
    Se vcs conhecem alguém da Paraíba..manda esse email!

    ResponderExcluir
  12. é realmente necessário colocar a "boca no trombone" e interagir para que situações como esta do Gustavo não mais se repitam em nosso país. Apenas gostaria de colocar que me minhas reflexões e principalmente relembrando toda a história humana acho incoerente falar em "respeito" nos Estados Unidos da América, pois esta palavra ou atitude é restrita apenas à sua sociedade e ao seu cidadão, quanto ao "resto" do planeta...ah!!! a história está aí para confirmar as minhas palavras...

    ResponderExcluir
  13. Ludmila, ja tive em minha familia alguem com situaçao de cancer e sei o quanto essa mae e a familia estao se sentindo.
    Graças a Deus que estamos aqui e podemos enxergar o quanto nosso Pais e pobre. As pessoas vivem o carnaval como sele fosse a unica coisa do mundo e demoraaaaaaaaaaaaaaaaa para acabar. Quem fica rico???? Estou indignada!! Voce tem razao em se revoltar. Vou encaminhar sua prtagem para o Jornal la de Vilas (Laur de Freitas).
    beijosssssssssssssssss Ana Aguiar

    ResponderExcluir
  14. Oi Ludmila,
    Chorei ao ler seu texto. Concordo muito com você e dói ver pessoas sofrendo desnecessariamente além do que já sofrem, desgastando suas forças com questões que poderiam ser evitadas. Isso é mesmo muito desumano.
    Um abraço grande para você, para o Gu e sua família!
    Vou espalhar seu texto com certeza.
    Claudia

    ResponderExcluir
  15. Oi Lud,
    apesar de sabermos que desrespeitos tais acontecem todos os dias, ainda nos emocionamos com notícias como essa.
    Para mim, o pior é que as pessoas, em grande maioria, ao perceberem o quanto são desrespeitadas pela sociedade (estado, instituiçõe pb e privadas), ao invés de se manifesterem, preferem buscar uma forma de ser "independente" e se tornam seguradas de planos de saúde privado, fazem seguro de carro, pagam segurança privada. Mas tá claro que isso não funciona! O problema é institucional, precisamos rever os valores da nossa sociedade.
    um beijo grande
    Dulce Baleeiro

    ResponderExcluir
  16. Fico uma leoa com esses acontecimentos, parecido com o descaso de nosso Tadeu. Enquanto isso na ilha da fantasia, presidente e futuros presidentes, pegam crinças no colo, comem pastel na praia, prometem, prometem e prometem. Há 04 meses espero pelos papéis da ONG que criei para pacientes de câncer, sairem do cartório, para que eu posso dar entrada no CNPJ e começar a captação de dinheiro para quem sabe ajudar a amenisar a dor do proximo. Falta RESPEITO, COMPAIXÃO E REALIDADE para tudo neste país. Não podemos esquecer que D.Dilma na primeira dor nas pernas, um efeito colateral da quimio em alguns casos, ela foi de helicoptero para um hospital de celebridades em SP.
    Feliz vida pra vc ai!!

    ResponderExcluir
  17. Lud querida, que maravilhoso o seu blog! Amei, de verdade! Só confirma pra mim que quem trabalha com a energia de cura, que é amor e verdade, leva isso aonde quer que vá. Parabéns, querida! E muita justa a sua indignação com o que aconteceu ao seu amigo Gustavo. Que Deus nos dê Paz e Força a todos. Beijos e saudades.
    Ana Liése.

    ResponderExcluir
  18. Olá Ludmila.
    Sucesso para vc e família nessa nova jornada.
    Concordo com seus argumentos. Mas acredito que o grande problema das pessoas com relação ao respeito é porque elas não se respeitam.
    Claudete Rocha
    Salvador-Ba

    ResponderExcluir
  19. Lud,
    Conhecendo a profissional, sua força de trabalho além do entusismo no fazer acontecer, já previa todo este sucesso.
    Vou começar a yoga, já enviei um e-mail para Anne reservando minha vaga, lá vou conversar com ela como fazer para marcar uma consulta com vc. pelo skype, temos muita novidades, vc. vai ficar surprêsa. Continuo a ler e dar minha opinião no seu blog, as vezes me coloco como penso, nada pessoal. Estou feliz que todos da família estejam adaptados e amando o novo país. Bj. Nub

    ResponderExcluir
  20. Gente,

    A situação do Gu não melhorou..ele foi internado e passou hj o dia esperando ser operado...e não foi! Esperando sangue..esperando boa vontade..enquanto isso toma morfina para suportar as dores.

    Quem conhecer pessoas na Paraíba que possam interceder a favor da resolução dessa situação, por favor, faça algo!

    Ludmila Rohr

    ResponderExcluir
  21. URGENTE
    Lud, entrei no Google e consegui o site da Secretaria de Saúde da Paraiba: www.saude.pb.gov.br
    lá vc. encontra um lugar onde está escrito :ouvidoria clik e vai encontrar assunto: procure: mau atendimento
    e depois escreva sua queixa no espaço adequado e envie (muitos de preferencia).
    Para que muitas pessoas faça isto é necessário saber o nome completo do Gustavo, Hospital, ala do Hospital onde o paciente está internado, leito, apartamento, e a necessidade do momento (sangue) , se é um tipo específico ou pode ser qualquer um tipo de sangue.
    Podemos também consegui o sangue através do exercíto da Paraíba, eles doam sangue quando há necessidade (pedidos) para isto também é importante saber os dados do paciente. Todos que se mobilizaram podem enviar emails para a Secretaria de Saúde e para o Exercito, rádio, etc. Aguardo estes dados urgente para mim e para todos seguidores deste blog. Bj. Nub

    ResponderExcluir
  22. O nome dele é Gustavo Cavalcanti mas ele está internado pelo Cassi e não por um Hospital do Estado.

    ResponderExcluir
  23. A Cassi se não estou enganada é o plano de saude ligado ao Banco do Brasil, pelo que sei é um dos melhores planos de saude, acho que o problema é consegui o sangue, sem o nome do Hospital fica dificil fazer qualquer movimento, como este sangue chegaria ao Gustavo somente com o nome? é necessario saber o Hospital. Agora vou tentar saber o site da cassi. bj. Nub

    ResponderExcluir
  24. Lud, entrei no site da cassi, e atraves do "fale conosco" preenchi tudo que foi pedido e fiz a minha solicitação, pena que não sei nem se o Gustavo está em João Pessoa ou outra cidade do Estado, porisso coloquei somente o nome do Estado, espero que seja o suficiente para eles, infelizmente estamos sem os dados necessários do Gustavo, vasmos ver se somente como o nome e o Estado resolve . Segue o texto que enviei:
    Solicitamos verificar necessidade de sangue para o paciente Gustavo Calvacanti residente na Paraiba, somos seguidores do blog Ludmila Rohr eestamos empenhados na resolução deste caso. O paciente é portador de cancer e seu estado inspira cuidados e presteza de resolução, ele já conseguiu ser internado entretanto está com dificuldade de obter sangue necessário para a cirurgia. Esperamos empenho por parte deste plano de saude tão bem conceituado. Sem mais no momento, agradecemos e agurdamos. Nubélia

    ResponderExcluir
  25. Lud, agora descobrir no seu Twitter o nome da cidade e hospital do Gustavo fiz outro email para a cassi e já enviei, segue :
    Acabei de fazer uma solicitação a cassi para o Gustavo Calvacanti, ele se encontra na cidade de João Pessoa no Hospital Memorial São Francisco, estes dados talvés ajude na busca do paciente, ele necessita de sangue urgente. No e-mail anterior expliquei a situação do Gustavo estou só complementando com os dados para facilitar a busca e resolução da questão. Nos seguidoras do blog Ludmila Rohr estamos aguardando e confiando na competencia e responsabilidade deste conceituado plano de saúde. Obrigada

    ResponderExcluir
  26. resposta da cassi ao primeiro email:

    Prezado(a) Nubélia,

    A CASSI agradece seu contato.
    Aguarde o nosso retorno nos próximos dias.
    Para saber o status da sua solicitação, basta clicar aqui.
    Se preferir, anote o número abaixo para posterior verificação.
    Número da Solicitação: 763922

    Saúde!

    Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil
    Para novo contato, acesse a página da CASSI na Internet, www.cassi.com.br, e clique em Fale com a CASSI.

    ResponderExcluir
  27. Resposta da cassi ao segundo e-mail enviando o nome da cidade e nome do hospital:

    Prezado(a) Nubélia,

    A CASSI agradece seu contato.
    Aguarde o nosso retorno nos próximos dias.
    Para saber o status da sua solicitação, basta clicar aqui.
    Se preferir, anote o número abaixo para posterior verificação.
    Número da Solicitação: 948278

    ResponderExcluir
  28. Ludmila,
    Sabemos que o respeito aqui é "desrespeitado", porém ainda existem instituições sérias, como Hospital Sarah. Digo isso porque também tenho uma pessoa com câncer na família (meu ex-marido), que foi tratado no Sarah de Brasília de um tumor no cérebro . Veja trecho da explicação do meu filho que o acompanhou desde o primeiro momento:
    “Em AGO/08, Fenelon Pires Rehem Filho, acho que já conhecido de muitos no hospital pela sua alegria contagiante, teve o péssimo diagnóstico de Glioblastoma Multiforme grau 4, o que para o primeiro médico que o atendeu no hospital Calixto Medlej em Itabuna/BA era uma sentença de morte para os próximos 6 meses. Graças a Deus o Sarah o recebeu de braços abertos; no momento da internação, apresentava hemi-plegia esquerda; após cerca de 2 semanas de internação e planejamento, foi realizada a cirurgia com sucesso, ainda sem o uso do neuro-navegador, equipamento indisponível na Rede àquela época. Meu pai conseguiu sair andando do Sarah em 12 dias, o que foi incrível. Depois começou o tratamento conjunto de Temodal + Radioterapia em se não me engano 42 sessões feitas em conjunto com o Hospital Santa Lúcia. Pela sua regressão na doença, seu compromisso e organização com os remédios receitados, o Sarah o acompanhou em 12 meses do tratamento com uso do Temodal, com significativo sucesso durante o período, sem sintomas ou sinais da doença em cerca de 14 meses.”
    Agora, sem mais o que fazer, eles o mandaram de volta, porém com todo remédio necessário, sob o apoio de uma clínica local. O resto está entregue nas mãos de Deus. Mas eles fizeram tudo o que poderiam ter feito.
    Porisso, ainda podemos ter esperança de um mundo melhor.
    Espero que seu amigo tenha também essa sorte.
    Bjs.
    Gelia

    ResponderExcluir
  29. Ludmila: Eu sou o avô de Daniela Sampaio Ferreira, sua colega. Completei ontem 76 anos de idade e como médico pude participar da luta para um melhor atendimento às pessoas neste nosso país. Estive envolvido mais precisamente com a área de prevenção e sei das dificuldades em fazer saúde no Brasil.Aliás, não é só na área da SAUDE. Vejo e sinto a irresponsabilidade plantada na raiz dos problemas que é a EDUCAÇÃO. Sem ela nada será viavel. Temos um país onde as omissões e contravenções não são punidas e a corrupção campaeia solta dentro da área politica, principalmente. Não há respeito pelo ser humano e só os interesses imediatos são validados. Sinto uma frustação ao ver que, pelo menos a curto prazo, não teremos soluções a vista. Isso não deve esmorecer o ânimo daqueles que, como você, tem uma arma na mão (a palavra)para difundir as suas idéais e transformá-las em ações. Continue a sua luta e um dia haveremos de mudar este panorama. O ruim não durará para sempre.
    Um abraço,
    Carlos Sampaio

    ResponderExcluir
  30. Gente!
    O caso Gu, continua!
    O Dr. Ronald não atende telefonemas da família e posterga a cirurgia de uma dia para o ouytro!
    Uma série de mal entendidos e informações equivocadas...!!

    Cada dia para um paciente de câncer é muito importante..e esse estresse com certeza é totalmente desnecessário e abusivo!
    Dr Ronald - Plano Cassi

    ResponderExcluir
  31. Lud, quando souber o nome completo do Dr. Ronald e o CRM da Paraíba (se possível), mande, só Dr. Ronald é pouco para questionar a cassi e saber o por que desta indecisão neste caso em que o tempo é fator importante. Bj. Nub

    ResponderExcluir
  32. Fiz a terceira solicitação a cassi agora com o nome do Dr. Ronald, vamos aguardar. Segue o registro da solicitação:
    Prezado(a) Nubélia,

    A CASSI agradece seu contato.
    Aguarde o nosso retorno nos próximos dias.
    O Número da sua Solicitação é 259623
    Anote este número para posterior verificação.

    Saúde!

    Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil

    ResponderExcluir
  33. Liliane Dias Barbedo25 de fevereiro de 2010 21:08

    Querida Ludmila:
    Li o primeiro post, sobre seu amigo e não consegui parar mais... me emocionei, os olhos umideceram,, com seus comentários tão sinceros e tão profundos..
    Parabéns, querida, pela coragem, pela intensidade com que sorve a vida..
    Muita felicidade para vc e toda a sua família nessa nova experiência..
    Bj carinhoso,
    Liliane,

    ResponderExcluir
  34. Silidária!!
    Repassarei a todos os meus amigos!!!
    Grata pela divulgação!
    Sei bem o que é manter essa relação tão íntima com a esperança, e as situações que as vezes nos sentimos ameaçadas e perder UM POUQUINHO dela!

    ResponderExcluir
  35. Oi, somente hoje, após dias de espera, o Gustavo estar sendo operado! Neste momento, 11:18h, ele ainda se encontra no bloco cirúrgico! A cirurgia inicial estava marcada para ocorrer na semana do carnaval...

    ResponderExcluir
  36. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  37. Gu está sendo operado!!!

    Muitas vibrações de CURA!!!!!!
    que muita luz envolva esses médicos agora!!!

    ResponderExcluir
  38. Bom...A cirurgia acabou depois de 5h. Gu está na UTI.
    Muitas vibrações de cura!

    ResponderExcluir
  39. O paciente chama-se Gustavo Calvacante, está internado no Hospital Memorial São Francisco na cidade de João Pessoa na Paraíba é credenciado a CASSI, é portador de cancer e necessita fazer uma cirurgia, sofreu para consegui a vaga no hospital, depois não foi operado porque não havia sangue, é paciente do Dr. Ronald, estava a base de morfina aguardando os problemas serem resolvidos. Obrigada por responder e aguardamos a solução deste caso. Nubélia



    ----- Mensagem encaminhada ----
    De: "fale@cassi.com.br"
    Para: nubs1244@yahoo.com.br
    Cc: fale@cassi.com.br
    Enviadas: Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010 17:20:25
    Assunto: Fale com a CASSI




    Prezado(a) Nubélia Vieira Barreto,

    Prezada,

    Favor informar se o paciente em questão é credenciado a CASSI para que possamos localizá-lo em nosso sistema. Para que possamos encaminhar a solicitação ao setor responsável com as devidas informações.

    Atenciosamente,

    Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Banco do Brasil.


    A CASSI agradece seu contato.

    Graças a Deus que o Gustavo conseguiu ser operado,

    ResponderExcluir
  40. Lud, foi uma bela batalha, graças a Deus foi vencida, aguardamos notícias do Gustavo pelo Twitter. Estou indo dia 18 para Valencia e de lá para Santiago de Compostela, estão festejando o ano santo, deve estar muito bonito por lá, em Valencia vou pegar o ultimo dia da festa da "farllas" (acho que é assim que escreve) e bater muita perna, conhecer muito, vou com a mãe da minha jovem amiga que teve cancer de mama e está muito bem, trabalhando e namorando muito, ela deu muita sorte pois não teve necessidade de retirar a mama, dai a necessidade de todas as mulheres a partir dos 30 anos de fazer os exames preventivos quanto mais cedo se detectar o problema mais chance de cura. Nos encontraremos em Abril. bj. Nub

    ResponderExcluir
  41. Ludmila, é maravilhosa a sua visão do outro, assim como suas atitutes voltadas na direção de ajudar efetivamente.
    Como mãe de uma adolescente q partiu aos 16 anos vitima de um cancer raro, e vivenciando todas as dificuldades q esta doença traz,
    aprendi a reconhecer almas grandiosas, seres humanos DIVINAMENTE inspirados, fontes de luz.
    Assim como voce.
    Um abraço,
    Neide (Joinville)

    ResponderExcluir
  42. Infelizmente lido com este desrespeito absurdo e contagiante no meu dia-a-dia, e o que mais me deixa indignada é a força que tenho que fazer contra esse desrespeito todos os dias!!!

    ResponderExcluir

Sempre leio todos os comentários e gosto muito de recebê-los!