segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Parabéns meu amor!



Gosto de contar a história de como conheci Judson. Acho linda a nossa história. Acreditem, mas desde pequena eu sonhava com ele.


Não sabia que era ele, mas eu sonhava com o cara que eu amaria e que me amaria muito.


Eu sonhava com a aparencia dele. Nos meus sonhos, o meu amor era um homem magro, usava óculos, era louro de olhos claros...eu via Judson. Eu sabia que o encontraria em algum momento.


Quando meu pai comprou o apartamento, onde ele mora até hoje, eu pensei que seria lá que eu o encontraria. Lembro de olhar a lista com o nome dos proprietários e tentar imaginar em que apartamento ele estaria morando.


Quando nos mudamos, logo no primeiro dia de mudança, lembro que eu e minha irmã arrumávamos nosso quarto e resolvemos descer pra piscina...era final de tarde...quando caminhávamos pra piscina....eu o vi....ele vinha caminhando....eu o reconheci!


Eu disse pra minha irmã: "Vou casar com esse cara!"...ela riu, nós rimos...


Um mês depois nós namorávamos...dois anos depois, nós estávamos casados...


Casamos no dia 14 de dezembro de 1985...eu tinha 21 anos...e nós nos amávamos muito!


Caio nasceu em 88, Lucas em 90...e completávamos nossa família.


Eu sou uma pessoa com muitas certezas...pelo menos era. Não as tenho mais. Muitas certezas se foram, mas o amor de Judson por mim sempre foi uma certeza imensa. Quando descobrimos em 2008 que ele estava com câncer, comecei a viver dentro de uma perspectiva nunca antes pensada...Nunca imaginei minha vida sem Judson. Nunca passou pela minha cabeça que eu não fosse envelhecer ao lado dele. Sempre achei que ele estaria me amando por toda a minha vida!


Ele cantava isso pra mim: Eu sei que vou te amar, por toda a minha vida...eu vou te amar!
Eu acreditava nisso...mas nunca pensei que ele podia não estar por toda a minha vida.


Sou egoísta. Adoro ser amada por ele. Temos um casamento legal. Temos vidas independentes. Somos muito diferentes, mas nos amamos muito.


Judson é um pai preocupado, um filho atencioso, um genro muito querido.


A luta dele contra o câncer tem sido um grande exemplo...se eu o admirava antes, agora, o admiro infinitamente mais. Ele foi corajoso, ele enfrentou tratamentos dolorosos com tanta dignidade. Ele nunca reclamou de nada. Ele fazia o que devia ser feito. Ele foi focado, determinado...eu só o acompanhava. Ele não se identificou com a doença. Ele tentou ser durante todo o tempo, ele mesmo, e não um paciente de câncer. A descoberta da metástase trouxe medo e mais dores, cirurgia, tratamentos, mais químios...ele continuou forte...mas, ele chorou...O incrível, é que eu sempre reclamava dele nunca chorar. Nos anos todos que estivemos juntos, nunca o vi chorar! Achava isso um problema. Como alguém viver sem chorar? mas.. com a metástase no fígado, ele chorou...nós choramos juntos...abraçadinhos...nos sentimos tão ameaçados nos nossos sonhos...tudo parecia tão assutador...




Há um mês o tratamento acabou...ele fará controle por muito tempo. O fantasma dessa doença ainda nos perseguirá, mas ele não parou...mesmo em tratamento ele não se vitimizou, trabalhava quase normalmente e se transferiu para os EUA. Apostou em novos projetos...acreditou na vida!



Quero falar sobre Judson hoje. É o aniversário dele. Ele faz 50 anos!


Ele está longe de mim agora. Ele está em Houston, no Texas...onde estaremos morando a partir de dezembro. Ele está iniciando um novo período da sua carreira profissional, e está nos esperando lá.


Fico muito triste de não estarmos juntos nesse aniversário que por si só, já é muito especial, 5 décadas!! e ainda mais depois de tudo que passamos...vamos comemorar atrasados...dia 29 estarei chegando lá...vamos escolher juntos nossa nova casa...onde moraremos nesse novo momento das nossas vidas.




Parabéns meu amor!
Feliz aniversário!
Voce sabe que eu te amo muito!


Que voce tenha muitos anos de vida...e, ao meu lado!

Ludmila

8 comentários:

  1. RAI FERNANDES FARIAS27 de outubro de 2009 19:51

    Lindo... Lú! Fiquei emocionada e feliz, feliz por vocês...por este amor tão bonito.
    Felicidades, muitas felicidades pra vocês!

    ResponderExcluir
  2. Lu
    Que coisa mais linda esse post.
    Que decllaração de Amor não só a Judson. Mas à Deus, ao Universo, à vida. Tenha certeza que seu Amor em muito contribui para essa força dele, que deve se alimentar diariamente do sentimento que nutre por vc.
    Lindo demais isso.
    Eu como boa libriana adoro amores amados, vividos e realizados.
    Esse é o meu sonho dourado.
    Boa viagem, aproveite bem junto ao seu amado e nos vemos na volta.
    Bjo grande

    ResponderExcluir
  3. URRUUUU...MUITO TRI LUD... A TUA HISTORIA COM JUDSON.. ASSIM COMO TU É UMA GUERREIRA O JUDSON É GUERREIRO²... JUDSON PARABÉNS PELO MEIO SÉCULO E PARABÉNS POR TER ESTA MULHER MARAVILHOSA QUE É A LUD...
    ABRAÇOS

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Ludmila por vocês dois,

    Sua história é realmente belíssima. É por causa de histórias como a sua, que ainda posso dizer que acredito no amor e em histórias assim. =)

    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Prazer em conhecê-la, Ludmila! Cai no seu blog por acaso, mas ao lê-la vejo que até web leva a gente pra cantinhos mágicos. Parabéns pela trajetória com seu marido, por acreditar no amor, por ter coragem para mudanças, por chorar junto e por recomeçar. Boa sorte no novo país com a família!

    ResponderExcluir
  6. ludimila fui sua aluna e desde entao aprecio muito o seu trabalho e a sua pessoa.história linda.tive uma experiencia com o canser e o meu pai(laringe com metastase no esofago)sei o que passa.conheci os produtos forever linving o meu pai usou muito e ele tem 73 anos e está curadoooooo.indico a todos.existe no mundo todo(o poder da babosa)sucesso nessa nova etapa

    ResponderExcluir
  7. Ludmila/Judson Apesar de não conhecer vocês mais este relato me fez refletir e acreditar que existe amores eternos.Esta história descrita por ludmila deixou-me emocionado.Parabéns pelo meio seculo de vida. Lucenildo

    ResponderExcluir
  8. Que linda a sua história Ludmila.
    Que Deus abençõe sua familia.
    Abraços.

    ResponderExcluir

Sempre leio todos os comentários e gosto muito de recebê-los!